Principais dúvidas sobre sinistro auto: saiba o que fazer em cada caso!
 
Postado em 19/11/2013 15:23:00

O que fazer se alguma coisa der errado?

Entrar em contato com o seu Corretor de Seguros ou Assistência da Seguradora.
 

Em quantos dias recebo a indenização em função de um sinistro?

O prazo máximo estipulado pela SUSEP é de 30 dias após a entrega do último documento.
 

O segurado estava embriagado quando bateu o carro. Nesse caso, há cobertura do seguro?

Não, trata-se de um risco excluído.
 

Atropelou alguém? Veja quais providências tomar:

Antes de qualquer coisa, preste socorro à vítima. Não assuma a responsabilidade ou despesas, até que ocorram as apurações técnicas. Posteriormente, providencie a elaboração do boletim de ocorrência policial e ligue para o seu Corretor de Seguros/ Seguradora.
 

Bateu o carro? Saiba o que fazer:

Em caso de acidente, em primeiro lugar preste socorro às vítimas. Posteriormente, comunique seu corretor ou seguradora e elabore o Boletim de Ocorrência.
 

Meu carro foi roubado. E agora, o que eu faço?

Se você possui um seguro contra roubo, não precisa se preocupar. Basta comunicar seu corretor ou seguradora e elaborar o Boletim de Ocorrência.
 

É preciso apresentar o Boletim de Ocorrência para todos os tipos de acidente?

Não, somente para os casos de furto, roubo e com vítimas. No caso de envolvimento de terceiros, também orientamos a fazer, mas não é obrigatório à seguradora.
 

Além da cobertura e proteção contra roubos e avarias, quais outras facilidades e vantagens o seguro de automóveis me oferece?

Assistência 24 horas (guincho e prestação de socorro em casos de pane geral) e, em caso de acidente no qual você foi o responsável, respaldo financeiro para compor os prejuízos, seja de conserto do veículo de terceiro, lucros cessantes, despesas médicas (desde que contratada essa cobertura) e danos morais, em caso de ação judicial. Consulte um corretor de seguros da AD e verifique a melhor opção para você! – Cada seguradora oferece serviços extras diferentes.
 

Quando deve ocorrer a indenização integral do veículo?

Quando o orçamento dos reparos regulado pela seguradora ficar acima de 75% do valor de mercado, estipulado tabela contratada (FIPE).
 

É minha obrigação pagar o conserto para a oficina?

Não, apenas a franquia.
 

Atropelei uma pessoa e não comprei o seguro de responsabilidade civil facultativo. Existe algum outro recurso nessa situação?

Sim, o DPVAT, desde que estiver em dia com o pagamento do seguro obrigatório, que cobrirá o reembolso de despesas médicas (limite), morte ou invalidez permanente da vítima.